quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Guardas armados

A Guarda Municipal de Santos colocou esta semana, nas ruas, 18 homens munidos de armas de eletrochoque. A decisão, mais do que de segurança pública, é de caráter político e ameniza um desejo antigo da categoria. Parte da Guarda Municipal defende o uso de armas de fogo há anos. 


Será que a corporação, acusada de violência contra moradores de rua e usuários de crack, está preparada para a utilização de armamentos? Aliás, nenhum dos acusados foi punido. 


Em 26 de agosto, quando a Guarda Municipal anunciou a compra dos equipamentos e o início do treinamento de seus homens, escrevi sobre o assunto. Leia aqui.

Nenhum comentário: