sábado, 4 de fevereiro de 2017

Como ser um mano?


Júnior Landim

De onde venho, a palavra mano nos é apresentada ainda muito crianças. Ela aparece em situações como: "Ajude seu mano caçula a amarrar os sapatos. Frase dita por nossa mãe ou avó.

Com o passar dos anos, a palavra continua a aparecer com frequência, agora em situações onde o sangue não é o laço mais forte. Amigos da escola, da rua, mas um amigo próximo, querido do peito. Às vezes, chamado até de primo.

A gíria demonstra que aquele amigo é de fato da família. Hoje, a palavra mano foi absorvida em gíria urbana, está em trechos de Rap, literalmente na boca da moçada. É moderna. Mano, sinônimo de irmão.

Um belo dia, percebo dentro da palavra Humano o mesmo mano de tantas outras ocasiões. Aquilo me atordoa. Irmão, humano, mano, tudo junto e girando na minha cachola. Então, chego à conclusão que, lá atrás, quando aprendi o significado da palavra mano, ainda não tinha a maturidade para entender que a lição a se aprender era a de como Ser Humano.

Ser Humano no respeito e amor ao próximo. Ser Humano em zelar pelo bem estar daqueles que o cercam. E percebo como está cada vez mais raro estarmos com esse Ser Humano. O que me resta é perguntar:

"Mano, como ser humano?"