quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Relato de um viciado quando jovem



Vinny Scrouth


(Esta crônica nasceu de uma aula sobre Era da Informação e pós-modernidade, que o Marcus Vinicius Batista, meu professor de Teoria da Comunicação, deu na faculdade)

Sempre fui viciado em seriados gringos e em tutoriais de YouTube. Nessas férias, eu adquiri um novo vício: cursos online. Começou com um cara que me inspirou a entrar na área de Web Design (Bruno Avila), a partir de um vídeo no YouTube. Isso me levou a entrar para o curso de Produção Multimídia, pois era o que mais se aproximava da profissão que eu queria exercer.

No entanto, esta é uma área muito ampla, e o curso não tem como disponibilizar tudo isso em dois anos, pois não é uma área especifica de Web. Por isso, um dos professores, Alexandre Sobrino, me recomendou aprender por fora outras coisas importantes para se tornar um WebMaster.

Nas férias de julho, tomei coragem e comprei um dos cursos do tal Bruno Avila, que custava R$ 400. Fiquei apaixonado pelo método de ensino dele, do jeito como ele usa o humor junto à pedagogia para ensinar uma área tão chata, que é puro código (linguagens de programação). Logo após, acabei fazendo mais um de R$ 200 e mais um de R$ 600. No total, gastei R$ 1200 nestes primeiros cursos.

Logo após essa série de cursos, descobri outro rapaz muito famoso que também estava na área de cursos online há um tempo, e fiquei ansioso para fazer um curso dele sobre Marketing Digital, mas custava R$ 600. Estava sem grana no momento, então resolvi esperar mais um pouco, enquanto juntava dinheiro.

Quando consegui a grana, sentei no PC e pensei: “Agora aquele curso é meu”, mas reparei que havia esquecido o endereço do site. Joguei o nome do curso no Google, “Metodo 10x – Marketing Digital”. Foi quando me deparei com um link do Mercado Livre que oferecia este mesmo curso completo (links ilegais em nuvens para download completo das vídeo-aulas por curso). O curioso é que vinham junto mais 400 cursos online caríssimos por apenas R$ 12 (DOZE REAIS TUDO!!!). Sem pensar duas vezes, comprei na hora!

Quando o link chegou, fiquei abismado e comecei a querer aprender tudo de uma vez, me veio uma fome de aprendizado inimaginável e eu comecei a fazer vários cursos de áreas diferentes ao mesmo tempo. Além do curso que eu queria, havia diversos cursos, desde Empreendedorismo a Emagrecimento Rápido.

Comecei a ficar biruta, porque eu via três video-aulas de um, depois via uma video-aula de outro, depois quatro video-aulas de outro e assim por diante. Enfim, quando chegava no 4º curso, eu esquecia que aula estava no 3º, tudo que eu tinha aprendido no 2º e qual era mesmo o 1º curso?

Achei que estava ficando burro, ou que não tinha capacidade, passei a desanimar. Aí contei isso para um colega que me indicou outro curso (que ironia, não?). Mas o nome do curso me deixou curioso: “Produtividade Ninja”.

Segundo sua sinopse, ensinava como aprender a aprender, como focar em algo. Até porque em uma das aulas ele mostra um estudo sobre o cérebro de uma pessoa sem foco, que tenta fazer tudo ao mesmo tempo. O cérebro fica esgotado a ponto de ter a produtividade e capacidade de aprendizado reduzida a de um drogado.

Cheguei à conclusão que era impossível aprender tudo, e tinha que controlar essa ansiedade para não me render, apesar da tentação. Afinal, agora não precisava mais pagar valores enormes por cursos como estes, estava tudo ali, no meu HD. Era só sentar e assistir com meu caderninho de 10 matérias em mãos que comprei exclusivamente para isso, a querer saber de tudo, de uma só vez.

Passei a me focar mais em uma coisa de cada vez, desligar o celular, estabelecer horários para trabalhar e para estudar. E principalmente, fugir da perigosa time line. Tem dado ótimos resultados!

Nenhum comentário: