quinta-feira, 30 de abril de 2015

Evolução ou morte?


Leonardo Marques Silva

O rock está morrendo. Como um fã do gênero, não faço ideia de quantas vezes ouvi isso. Será verdade? Novas bandas surgem a cada dia, com novas ideias. Considerar a música, feita por elas, boas ou não depende do gosto musical de cada um. Como o rock poderia estar morrendo? Como um estilo musical poderia estar morrendo?

Há aqueles que dizem que a essência foi perdida. Por quê? Muitos afirmam que aquilo que fez o estilo musical ser o que é fora abandonado. Os protestos contra as guerras. Contra a fome. Contra a violência em geral. Contra o próprio governo.

Todos esses problemas ainda persistem. Isso é fato. Por outro lado, novos problemas surgiram e, como conseqüência, certos problemas se tornaram menos importantes. Nada mais natural.

Guerras ainda acontecem e sempre acontecerão. Por quê? Porque á parte do comportamento humano. É uma forma de resolver um conflito de interesses. É uma forma de se exibir poder. É claro que ainda existem dezenas de conflitos menores no mundo, mas uma guerra de proporções mundiais? Não. Isso também é fato. A Guerra Fria já acabou. Com isso, o mundo vive um período de paz. Sob a mira de armas nucleares. Mas, mesmo assim, paz.

Vivemos na era da internet. Estamos cercados por formas de tecnologia inimagináveis para as pessoas de décadas atrás. E isso influencia muito o mundo e as pessoas. As prioridades são outras. Pense na relevância que computadores e celulares têm em sua vida, bem como as facilidades que eles trazem. Agora, pense nos novos problemas dessa era. Hackers e crackers. Cyberbullying. Cyberterrorismo. Roubo de dados pessoais e contas bancárias. Tudo tem prós e contras.

Logo, ocorreram mudanças também na área musical. A introdução de novos instrumentos. O uso de equipamentos tecnológicos mais avançados para se fazer música facilitou o processo. Agora, os chamados astros pop roubaram o espaço dos astros do rock.

Entretanto, algumas bandas aderiram, parcialmente, ao que é considerado pop. Uma banda que exemplifica bem o que quero dizer? Linkin Park. Com um misto de rap e rock, eles conquistaram lugar entre as bandas mais famosas dos últimos tempos. Gradualmente, com o passar dos anos e dos álbuns, eles foram adicionando elementos de música eletrônica. Assim, eles se mantiveram pop. Isso é bom? O sucesso deles diz que sim. 


Milhões e milhões de pessoas concordam. Eu ainda me lembro de estar discutindo, amigavelmente, música com mais três amigos. No geral, todos nós preferimos rock, em relação aos outros estilos musicais. Porém, quando um dos meus amigos disse que Linkin Park era uma das melhores bandas que ele já tinha ouvido, duas reações diferentes ocorreram. Eu e o terceiro amigo concordamos. O quarto respondeu com uma expressão quase de nojo no rosto.

Certo, não se pode agradar a todos. Talvez a maioria prefira ouvir música pop a rock. E bandas, como Linkin Park, conseguiram se adaptar bem às tendências. Então, nesse caso, uma evolução teria ocorrido, não? Nem sempre uma evolução é uma melhoria, mas sempre é uma adaptação. Então, o que estaria acontecendo com o rock? Estaria ele morrendo ou evoluindo?

Obs.: 26º texto a partir do curso "Como escrever crônicas", ministrado na Realejo Livros, em Santos. 

Nenhum comentário: